O deputado federal Pastor Marcos Feliciano (PSC-SP) decidiu oficialmente retirar sua candidatura à Prefeitura de São Paulo nesta sexta-feira (22). A informação já vinha circulando há alguns dias, mas só na sexta foi confirmada por parte de sua assessoria de imprensa. 

A confirmação da desistência foi passada à imprensa pelo também deputado federal Gilberto Nascimento, que é presidente regional do PSC. Segundo Nascimento, essa foi uma decisão unilateral de Feliciano, por ele considerar que está sobrecarregado de trabalho em Brasília e não iria conseguir dividir seus esforços como deputado e candidato à prefeito.

Com a desistência do pastor em disputar o pleito municipal em São Paulo, o PSC volta seu apoio ao líder nas pesquisas, Celso Russomanno (PRB), que aparece última pesquisa de intenção de voto Datafolha com 25%.

Publicidade
Publicidade

O que pode atrapalhar os planos do PSC e de Russomanno é que sua candidatura ainda pode ser impugnada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), pois o candidato foi condenado por peculato e recorreu da decisão. Caso o STF confirme a condenação, Russomanno passará a ser ficha suja e não poderá disputar o pleito.  #Câmara dos Deputados #Dentro da política