O que muitos petistas temiam, e vários desafeitos aguardavam, aconteceu: o ex-presidente #Lula se tornou réu na Lava Jato. A decisão foi tomada na última sexta-feira (29) pela Justiça do Distrito Federal. O ex-presidente agora é réu e responde pela tentativa de obstrução à Justiça, quando, supostamente, tentou libertar Nestor Cerveró. Essa decisão abalou os bastidores em Brasilia e fez muita gente comemorar.

O maior medo de PSDB e PMDB não é que Lula influencie na votação do impeachment que irá ocorrer no Senado. O receio de ambos é com a possibilidade de uma candidatura do ex-presidente ao pleito eleitoral de 2018. 

Com o nome da ex-senadora Marina Silva cada vez mais forte, vide ela ter ganho em todos os cenários pesquisados pelo Datafolha na última pesquisa presidencial, tanto PSDB e PMDB receiam que Lula seja capaz de angariar votos para conseguir chegar ao segundo turno.

Publicidade
Publicidade

Integrantes dos partidos acreditam que é muito difícil o petista conseguir se eleger presidente por causa da sua grande rejeição, mas não subestimam sua força num primeiro turno.

Tanto PSDB como PMDB devem lançar candidatura própria para o pleito presidencial em 2018 caso não haja nenhuma surpresa até lá. A comemoração dos partidos é que, agora como réu, aumentam as chances de Lula não estar presente na disputada por causa da Lei da Ficha Limpa.

Entenda aqui como fica a situação de Lula no que diz respeito a Lei da Ficha Limpa. #PT #Dentro da política