O ex-ministro Ciro Gomes perdeu o controle nesse fim de semana, demonstrando que tem muito ressentimento e ódio com a possibilidade de seu irmão, Ivo Gomes, poder ser derrotado neste ano no pleito municipal da cidade de Sobral. Ele disputa o cargo de prefeito na região que é considerada terra natal da família 'Gomes'. De acordo com informações do site 'Diário do Poder', Ciro deu uma entrevista à rádio Tupinambá em que detonou o Senador Tucano no Ceará Tasso Jereissati. Descontrolado, o ex-marito de Patrícia Pillar chamou o Congressista de "assassino", dizendo que partiu dele a ordem para que os grevistas da Polícia Militar fosse mortos em um #Crime que ocorreu há quinze anos.

Publicidade
Publicidade

Naquele período, o hoje Senador era governador do estado, portanto, tinha o poder de ordenar atos contra grevista.  

Ciro Gomes então fez uma revelação surpreendente. Segundo ele, durante a greve daquele ano, houve um motim dos profissionais da segurança. Ao lado de Tasso, Ciro disse que ouviu dele um pedido para que o Coronel atirasse em quem fazia a greve. "O coronel disse assim: 'mas governador, pode morrer gente'. E ele disse assim: 'Que morra'", explicou ele na rádio. Ele ainda chama o Senador de velho amigo, mesmo o acusando em uma entrevista de assassinato. Segundo o político, o hoje Senador não tem mais qualquer amor ao povo e teria ficado muito magoado com uma revolta do passado, demonstrando apenas o seu ódio. Tasso não comentou as acusações sobre o fato já antigo. 

Ciro Gomes é tido como um dos possíveis nomes a substituir Luiz Inácio Lula da Silva em uma corrida eleitoral.

Publicidade

O representante do #PDT já disse que pode até concorrer com o apoio do Partido dos Trabalhadores (PT), mas que faria de tudo para que Lula viesse na disputa pelo cargo mais importante na política brasileira. No passado, ele chegou a fazer ataques ao companheiro da presidente afastada Dilma Rousseff, quando tentou sem sucesso vencer a corrida pela presidência. Neste domingo, 31, Rodrigo Maia disse que Michel Temer também pode entrar na disputa de 2018.