A Polícia Federal terá uma extensão de mais 90 dias para apurar o inquérito que investiga o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e a relação com as empreiteiras que estão envolvidas nas investigações da Operação Lava Jato. O Ministério Público Federal decidiu conceder mais tempo, chegando até o final do mês de setembro para se concluir o prazo original chegaria apenas até o último dia de julho. 

A Polícia Federal avaliou a necessidade de estender o prazo, devido a abertura da 24° da Operação #Lava Jato, com isso, o inquérito de #Lula necessita de mais tempo para apuração, e em junho as investigações de Lula foram entregues no Supremo Tribunal Federal, o que também atrasou a polícia.

Publicidade
Publicidade

A empresa de palestras do ex-presidente Lula, a LILS Palestras, Eventos e Publicações LTDA é acusada de receber repasses de empreiteiras como a Odebrecht, Queiroz Galvão, Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, UTC e OAS.

As palestras não foram devidamente comprovadas e as maiores empreiteiras do Brasil repassaram valores para Lula que chegariam a R$ 9,3 milhões.

Operação Alethéia

A Operação Alethéia, deflagrada no mês de março, será útil para obter informações sobre o caso de Lula, porém ainda não foi completamente analisado pela equipe de investigadores da força-tarefa da Lava Jato, que segundo o delegado Eduardo Maia, ainda não conseguiram fazer uma reunião com a equipe para analisar e dar procedimento ao caso, o delegado foi recentemente afastado da Lava Jato, mas é signatário da operação.

Publicidade

O juiz federal Sérgio Moro é que dará seu entendimento no procedimento, pois apenas os órgãos de investigação é que terão o privilégio de decisão, não sendo necessário a Justiça Federal palpitar, o fato de não ter acusados em prisão e nem esforço da Justiça, faz com que Sérgio Moro tenha o poder de apurar, analisar e desenvolver o inquérito de Lula conforme ache conveniente, esclareceu o Ministério Público. A extensão de 90 dias está protocolada na 13° Vara Federal de Curitiba.

Os valores recebidos por Lula em suas palestras e a conclusão da Polícia Federal, serão analisados no Ministério Público, que irá decidir se darão continuidade à um denúncia ou não.  #Corrupção