Está chegando ao fim o recesso parlamentar e o presidente interino, Michel Temer, está sendo extremamente estrategista e tentando “agradar” os parlamentares para que consiga mais apoio e sacramente o impeachment da presidente afastada #Dilma Rousseff. Segundo reportagem da Folha de São Paulo, Temer estaria preparando, juntamente com sua equipe de governo, um pacote de medidas econômicas que há muito tempo é de interesse da administração federal.

O desejo de Temer é conseguir maior apoio e evitar reclamações e queixas da base governista na Câmara, como já ocorreu no início de seu mandato, quando teve que ouvir reclamações sobre cargos e recursos não concedidos.

Publicidade
Publicidade

A principal intenção de Temer é ganhar legitimidade entre a própria base para que tenha condições de ultrapassar os três meses iniciais com sucesso.

Temer quer acelerar emendas para obras de infraestrutura

#Michel Temer determinou à sua equipe econômica que se empenhe em acelerar, logo no início do próximo mês, a liberação do saldo de emendas parlamentares para que sejam finalizadas obras de infraestrutura que já foram contratadas pelos congressistas.

O montante total necessário para suprir o saldo dessas emendas já está sendo calculado pelo Ministério da Fazenda, para que todas as pendências existentes sejam quitadas logo no início de outubro, data em que será dado início às eleições municipais em todo o território nacional.

Outro pedido de Temer que causará grande impacto entre a base aliada foi feito na reunião dessa terça-feira (19).

Publicidade

Temer pediu para que seja feita uma minuciosa análise nas propostas da base governista que tenham impacto positivo diretamente nos cofres públicos. A intenção do peemedebista é incorporar um pacote de medidas do gênero e incorporá-las no Ministério do Planejamento.

Nomeações também serão feitas após o recesso

As nomeações de cargos que se encontram pendentes também serão feitas logo após o fim do recesso parlamentar, principalmente nomeações a cargos de presidência e de diretoria de empresas públicas indicadas pela base aliada do governo.

Na última reunião feita com a cúpula econômica, Temer fez questão de ressaltar a cobrança que está sofrendo de senadores e deputados para que seja cumprida a promessa de indicação a cargos federais. Temer exigiu que seja feita, o mais rápido possível, a indicação dos nomes em Diário Oficial. #Congresso Nacional