Na tarde desta quinta-feira, dia 7 de julho, os brasileiros de todos os cantos do país foram pegos de surpresa com uma notícia bombástica. Após ser afastado de suas funções, o presidente da Câmara dos Deputados, #Eduardo Cunha (PMDB), decidiu renunciar de sua cadeira na casa legislativa do Congresso Nacional. A carta aberta à população foi lida em rede nacional durante uma coletiva de imprensa com jornalistas dentro da Câmara dos Deputados.

Eduardo Cunha está afastado do cargo de presidente dese o dia 5 de maio, por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Seu mandato como parlamentar também está suspenso por tempo indeterminado.

Publicidade
Publicidade

Ele foi recebido sob gritos enfurecidos de "Fora Cunha" por outros deputados e pessoas que estavam no local.

O momento foi de tensão, já que o próprio agora ex-presidente chorou ao ler o texto escrito por ele. Cunha foi afastado após indícios de corrupção e descoberta de contas na Suíça que estavam possivelmente associadas à ele. Apesar de ter saído da função de presidente eleito da Câmara, o parlamentar não irá perder nenhuma das "regalias" de um deputado federal, como a imunidade de palavras e atos durante sua função.

No salão Verde da Câmara, uma das primeiras justificativas de Eduardo Cunha à renúncia não foi assumir sua culpa sobre crimes que está sendo acusado, e sim afirmar que isso irá por fim a instabilidade política e institucional que o Brasil tem atravessado. De acordo com o ex-presidente da Câmara, tudo isso ocorreu porque ele foi pressionado por aliados de Dilma Rouseff (PT) e garantiu que a qualquer momento a "verdade será revelada".

Publicidade

O parlamentar ainda argumentou, dizendo que irá lutar para provar sua inocência e chorou ao falar de sua esposa, a jornalista Cláudia Cruz, e família, que estão sendo alvo de críticas pesadas na internet, nas ruas e em muitos lugares por conta do escândalo que se abateu sob sua vida. Ao final da fala, ele disse que "Deus abençoe Michel Temer", presidente interino do Brasil, e desejou sorte a todos.

O choro do deputado federal ganhou as redes sociais rapidamente e muitas pessoas comentaram de forma debochada o ocorrido. 

Leia algumas postagens:

#Crise no Brasil #Crise-de-governo