Um homem ainda não identificado morreu eletrocutado agora há pouco durante evento na praça General Valadão, em Aracaju, em que a presidente afastada #Dilma Rousseff está presente para defender o seu mandato. Segundo pessoas que estavam próximas ao local, o homem era um mendigo e tentou subir em um poste para ver a política discursar, quando o equipamento explodiu. Uma pessoa conseguiu gravar o momento exato do acontecido.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado para socorrer o homem, mas apesar das tentativas de reanima-lo, a vítima não resistiu ao choque e sofreu uma parada cardíaca por causa da alta tensão, além de traumatismo craniano encefálico, por causa da queda.

Publicidade
Publicidade

As contas da presidente afastada Dilma Rousseff no Facebok e Twitter chegaram a postar um trecho do discurso realizado na capital sergipana, mas até o momento da redação deste artigo, Dilma ainda não havia se manifestado oficialmente sobre o assunto

Durante o evento "contra o golpe", Rousseff fez questão de reforçar que não cometeu nenhum crime. "Somos capazes de convencer, temos argumentos, a razão está do nosso lado, a democracia está do nosso lado", disse. "Por fim, eu quero dizer que vou lutar para reverter o julgamento no Senado, mas eu tenho certeza de que a força do povo brasileiro é possivelmente o mais forte argumento que nós temos para colocar na mesa. A mobilização, a força e a firmeza de vocês são cruciais nesse processo que vai daqui até o dia da votação do mérito".

Discursos pelo Brasil

Este não é o primeiro evento que a presidente eleita em 2014 participa.

Publicidade

Dilma está percorrendo diversas cidades do país para convencer a população que é inocente e conseguir apoio popular. Para ajuda-la a cobrir os gastos de todas as viagens, um grupo de pessoas chegou a realizar uma vaquinha para angariar recursos financeiros.

Há cerca de um mês, uma perícia realizada a pedido do Governo afirmou que a presidente não cometeu crime de responsabilidade, apesar disso, o processo de impeachment segue tramitando no Senado Federal. #PT #Acidente