Nessa terça-feira, 9, começou a votação que pode decidir o destino da presidente afastada da república, #Dilma Rousseff. Logo pela manhã, os senadores tomaram conta do plenário para discursarem e votarem a favor ou contra o envio do processo de Dilma para o julgamento final, que também será presidido pelo presidente do STF.

Lewandowski divulga as regras da sessão

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, divulgou, logo no início da sessão, que a mesma seria suspensa duas vezes para descanso e alimentação dos senadores. Sendo elas:

  • 13h as 14h: almoço
  • 18h as 19h: jantar

O presidente do Supremo poderá conferir outras pausas no decorrer da sessão, uma vez que a previsão é que a mesma dure, aproximadamente, 30 horas.

Publicidade
Publicidade

Os oitenta senadores da casa têm direito a discursarem pelo menos dez minutos cada. Já a defesa e a acusação da presidente Dilma também podem falar por até 30 minutos cada. A votação só acontecerá após todos os discursos.

O que acontece em caso de aprovação do impeachment

Caso pelo menos 54 senadores votem pelo seu julgamento, Dilma ainda não sofrerá o impeachment. Neste caso, ela será julgada, com direito a ampla defesa e todos os demais requisitos do processo legal. Inicialmente, a ideia proposta por Renan e Lewandowski, era que o julgamento começasse dia 29 de agosto, com encerramento previsto para 5 de setembro, entretanto, o próprio Renan Calheiros e outros senadores, informaram que farão o possível para que o julgamento seja definido ainda nesse mês.

Base aliada de Dilma já aceita derrota na votação

A antiga base de governo de Dilma, bem como atual oposição ao governo de Michel Temer, já se focam no julgamento final da presidente afastada e prometem fazer o que for necessário para que a votação só aconteça em setembro, de forma que tenham tempo suficiente para conquistar os votos indecisos que podem garantir a volta de Dilma Rousseff ao governo.

Publicidade

A transmissão da sessão acontece pela TV Senado, bem como você pode apertar o play abaixo e assistir o streaming oficial disponibilizado pela estatal.

#Votação do Impeachment #Senado Federal