O dia pelo qual muitos estavam ansiosos para que chegasse, tanto quem defende, quanto quem acusa Dilma e quer seu impeachment, chegou. Nesta quinta-feira, dia 25, o #Senado Federal inicia o julgamento da presidente afastada #Dilma Rousseff. Em poucos dias, aproximadamente 7, saberemos se Dilma retorna ao seu cargo de Presidente da República ou se será afastada definitivamente por crime de irresponsabilidade. A sessão iniciou às 9h32 sob o comando de Ricardo Lewandowski, presidente do STF e responsável por presidir a sessão. No momento da abertura do processo havia apenas 28 senadores no local. No começo da sessão Lewandowski responderá as "questões de ordem" (quando os senadores questionam o procedimento e etapas do processo). 

Após as questões de ordem, oito testemunhas serão ouvidas, sendo que seis são de defesa e apenas duas de acusação.

Publicidade
Publicidade

Todas as testemunhas estarão rigorosamente isoladas até o momento dos questionamentos que serão feitos pelos senadores. Sem acesso à televisão, internet, telefone e muito menos visitas, todas estão hospedadas em quartos de algum hotel localizado em Brasília. 

As testemunhas de acusação serão as primeiras que serão ouvidas pelos senadores. Os juristas Miguel Reale Júnior, Hélio Bicudo e Janaína Paschoal, autores responsáveis pela denúncia, selecionaram como testemunhas o Júlio Marcello de Oliveira, que é o representante do Ministério Público juntamente ao TCU, e o Antônio Carlos Costa, um auditor de fiscalização dentro do TCU. Eles serão ouvidos nesta mesma ordem.

Vale ressaltar que ambos falaram na Comissão Especial do #Impeachment que ocorreu no Senado, denominada de "pronúncia", onde foi concluído que Dilma teria que virar ré e ser definitivamente julgada pelos seus crimes no plenário do Senado.

Publicidade

As testemunhas de defesa

Após as testemunhas de acusação serem ouvidas pelos senadores, as pessoas que falarão em defesa de Dilma serão convocadas. Dependendo de como prosseguir a sessão, tais depoimentos podem ser iniciados ainda nesta quinta-feira ou ficar para o dia seguinte.