Uma cena inusitada aconteceu durante o debate entre os candidatos à prefeitura do Rio de Janeiro, realizado nesta quinta-feira (26), na Band. O candidato Flávio Bolsonaro, do PSC, passou mal ao ser perguntado por uma moradora carioca sobre de que forma ele trabalharia em conjunto com outros municípios da área metropolitana. Bolsonaro não respondeu a pergunta e demonstrou confusão mental e desorientação. Percebendo a situação do político, os demais candidatos presentes ao debate logo se apressaram em socorrê-lo. Por ironia do destino, uma das socorristas foi sua desafeta Jandira Jandira Feghali (PCdoB).  Carlos Roberto Osorio (PSDB) também tentou ajudar.  Assista ao vídeo:

Uma das grandes ironias da cena é o passado de Flávio #bolsonaro.

Publicidade
Publicidade

Em 2014, durante a campanha às eleições presidenciais, Dilma passou mal durante um debate no SBT, em situação muito parecida à vivida ontem pelo filho de Jair Bolsonaro. Poucos dias depois, ela esteve em outro debate e trocou farpas com Aécio Neves. Na ocasião Flávio Bolsonaro usou o twitter para ironizar a situação e zombar da então presidenta: "Dilma está levando uma surra moral de Aécio no debate, sua única saída será desmaiar", disse. Já prevendo a saraivada de críticas (e memes), o candidato à prefeito do Rio de Janeiro vasculhou todas as suas postagens na noite desta quinta-feira e excluiu o post em que fazia pilhéria do mal estar de Dilma. Não adiantou. Internautas de todo o Brasil já tinham "printado" a mensagem. 

Apesar da compreensível suspeita de que Bolsonaro tenha passado mal por conta da pressão de estar em um debate ao vivo na TV, sua assessoria nega que o mal estar foi motivado por sua situação emocional.

Publicidade

De acordo com seus assessores, o problema ocorreu por conta de uma intoxicação alimentar que acometeu não apenas o candidato mas também parte de sua equipe desde a véspera do debate. Entretanto, o jornal Extra revelou que, após passar mal, Bolsonaro se alimentou ainda no estúdio e saiu andando para realizar uma consulta médica de emergência em um hospital da cidade. Bolsonaro não chegou a ficar internado e foi para casa pouco tempo depois.