A política anda muito acirrada no Brasil e qualquer posicionamento pode acabar com respostas históricas e fortes. É o caso do cantor de música popular brasileira (MPB), Caetano Veloso. Na sexta-feira, 05, logo após se apresentar na cerimônia de abertura da Olimpíada, o profissional da música decidiu se posicionar politicamente. Ele usou uma rede social para defender a presidente afastada Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT). No Facebook, ele publicou uma foto de uma placa escrita 'Fora Temer'. Caetano participou de diversos atos a favor de Dilma e é uma das pessoas que diz que o processo de impeachment é um "golpe de estado". 

Atualmente no ar com músicas em 'Velho Chico', o cantor acabou se dando mal ao criticar o presidente em exercício #Michel Temer, do PMDB.

Publicidade
Publicidade

Isso também tem ocorrido com muitas pessoas que tentam fazer o mesmo, como a atriz Letícia Sabatella, que foi hostilizada ao ir em uma manifestação contra Dilma na cidade de Curitiba, no Paraná. A atriz é conhecida justamente por fazer a defesa da petista, inclusive em um histórico discurso no #Senado Federal. Ela chegou a fazer uma queixa na polícia contra os manifestantes, que ela garante terem agredido ela com palavras e também fisicamente. Vídeos publicados nas redes sociais mostram que a Polícia pediu a saída de Sabatella do local, mas que ela não obedeceu. 

Dessa vez, com Caetano Veloso a hostilização não foi bem do povo, mas sim de um Senador Federal, mais precisamente vinda do popular Magno Malta, eleito pelo Partido da República (PR) do Espírito Santo. Também no Facebook, o Congressista que é conhecido pelo seu jeito inusitado de falar disse que o pedido de Caetano não seria aceito e que ele votaria no impeachment contra a presidente Dilma.

Publicidade

Em seguida, ele fez um anúncio em forma de esculacho: 'vai perder a teta'.

Muitos artistas tem sido criticados por receberem benefícios da Lei Rouanet e por defenderem veementemente Dilma, mesmo sabendo da real situação que ela deixou o Brasil e da insatisfação popular.