Investigados pela Operação Saqueador Carlinhos Cachoeira e Fernando Cavendish, que estavam cumprindo prisão em regime fechado, agora passarão a cumprir suas penas com medidas alternativas. O pedido partiu da defesa dos acusados, que tenta amenizar as penas.   

Nessa terça-feira, 16 de agosto, a 6ª turma do Supremo Tribunal Federal (STF) tomou essa decisão após um empate na votação do julgamento, beneficiando os réus.

Durante a votação, os ministros Rogerio Schietti e Maria Thereza de Assis foram contra a prisão domiciliar, enquanto Antônio Saldanha (também relator) e Nefi Cordeiro votaram a favor. O ministro Sebastião Reis preferiu se abster da decisão, e sem que houvesse o voto dele, terminou em empate.

Publicidade
Publicidade

A prisão domiciliar será acompanhada de tornozeleira eletrônica para que haja o monitoramento dos detentos. Além dos dois citados, essa medida beneficia outros réus - como Marcelo Abbud, Adir Assad e Cláudio Abreu - também acusados na Operação Saqueador e que foram presos na mesma data. Todos são acusados de fazer parte de um esquema criminoso e com empresas de fachada.

Outra medida tomada para evitar que os réus que cumprem prisão preventiva deixem o país é a apreensão dos seus passaportes, que deverão ser entregues à justiça.

A Operação Saqueador

A Operação Saqueador investiga a lavagem de dinheiro público de cerca de R$ 370 milhões que teria ocorrido entre 2007 e 2012, pela Delta Construções. Apesar desse valor apresentado, o rombo pode ser ainda maior, porém não foi conseguido provar, já que, nesse mesmo período, mais de 90% do faturamento da Delta foi com dinheiro dos cofres públicos, algo em torno de R$ 11 bilhões.

Publicidade

Para conseguir realizar a lavagem de dinheiro, a Delta repassava o valor para cerca de 18 empresas fantasmas, que faziam o pagamento de propina em dinheiro para que esse não pudesse ser rastreado.

No dia 30 de junho, foram cumpridos 20 mandatos de busca e apreensão e a prisão preventiva de 5 réus que cumpriam pena no presídio de segurança máxima Bangu 8. Esses, na época recorreram da decisão, mas sem sucesso, resultado diferente do que foi conseguido agora. #PT #Dilma Rousseff #Impeachment