Um dos personagens mais marcantes dessa verdadeira novela que se transformou o processo de #Impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff, o senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) fez um discurso que sinaliza que seu voto realmente deverá ser favorável ao impeachment de Dilma na votação final que deverá ocorrer nessa quarta-feira. Collor declarou que a gestão da petista foi transformada em uma “verdadeira tragédia anunciada”. A polêmica declaração foi feita logo após o senador citar o processo que resultou em sua renúncia na presidência em 1992.

Nas fases anteriores, Collor já havia votado a favor do impeachment, porém, sua posição sempre foi uma incógnita devido ao silêncio em seus pronunciamentos a jornalistas quando questionado sobre sua posição na votação final do impeachment.

Publicidade
Publicidade

Logo após seu pronunciamento na tribuna, Collor manteve o silêncio e não quis se pronunciar sobre sua posição aos jornalistas.

Collor se encontrou com Dilma na última sexta-feira

Numa tentativa de conquistar apoio do senador alagoano, #Dilma Rousseff fez questão de se encontrar pessoalmente com Collor, na última sexta-feira. A estratégia de Dilma era escancarada de conseguir um voto favorável à continuidade de seu governo na votação final. Apesar do encontro, as argumentações da petista não surtiram efeito algum, pois se tivesse tido, Collor não faria um discurso tão crítico à gestão de Dilma na presidência.

Apesar do insucesso com Collor, articulações políticas ligadas a Dilma continuam fortes nos bastidores do senado. E, segundo reportagem do jornal Folha de São Paulo, existe até uma estratégia de defesa “pós-impeachment” já foi preparada pelos advogados que defendem Dilma.

Publicidade

Duas ações já estão prontas, e caso ocorra o impeachment, as ações deverão ser enviadas ao Supremo Tribunal Federal, logo após a confirmação do veredito final do processo de impeachment.

Um dos aspectos que podem ser utilizados pela defesa nos recursos que serão interpostos, são as “antecipações de votos” que estão sendo dadas através de declarações públicas favoráveis à deposição da petista que estão sendo dadas por alguns senadores.

  #Senado Federal