Com tantas reviravoltas que vem ocorrendo no país, uma delas vem chamando a atenção. O pedido de #cassação de quatro deputados, que foi encaminhado para o Conselho de Ética, agora começa a ter andamento. Os motivos apresentados foram diferentes para cada um deles.

Para que possam ser aceitos, o relatório com os pareceres deve ser entregue até dia 31 de agosto, independentemente das denúncias serem ou não aceitas. Para isso, o presidente do Conselho de Ética já decidiu de quem serão os nomes dos relatores dos casos e cada relator concorreu em uma lista tríplice para que fosse escolhido.

Todos os acusados estão sendo analisados por quebra de decoro parlamentar, por comentários que foram feitos e não vistos com bons olhos.

Publicidade
Publicidade

As acusações e relatores

Jair Bolsonaro (PSC) terá como relator o deputado Odorico Monteiro (PROS), que disputou essa responsabilidade com Silas Câmara (PRB) e João Carlos Bacelar (PR). Ele foi acusado pelo PV de, durante o processo de impeachment, contemplar Carlos Alberto Brilhante Ulstra, um militar que durante a ditadura militar foi responsável por diversas torturas a presos políticos. As citações foram vistas como um incentivo à tortura.

Jean Wyllys (PSOL) é outro que será analisado e, como relator, terá Júlio Delgado (PSB). Na lista tríplice dos relatores estavam ainda Silas Câmara (PRB) e Capitão Augusto (PR). Wyllys foi denunciado pelo PSC por ter ofendido outros dois parlamentares e usar palavras indevidas em suas redes sociais. Os comentários teriam sido resultado a um apoio à comunidade LGBT.

Publicidade

Wladimir Costa (SD-PA) terá o processo relatado por Subtenente Gonzaga (PDT) e foi acusado pelo PT ao dizer que o Partido do Trabalhadores teria “roubado bilhões dos cofres públicos”.

Outro acusado é Laerte Bessa (PR), também pelo PT, por ter se referido a integrantes do partido acusador de ladrões. Nesse caso, o relator será Sérgio Moraes (PTB).

Agora os relatores deverão analisar os casos e verificar se realmente existem indícios para que sejam investigados, informações essas que devem ser apresentadas em um relatório preliminar. Com base nas informações apresentadas é que será decidido o andamento dos processos. #Conselho de ética #Política