Após ver seu nome envolvido na suposta tentativa de estupro da jornalista Patrícia Lellis, fato que estaria atrelado a outros crimes, como ameaça, cárcere privado e suborno, o deputado federal Marco Feliciano é alvo de uma representação feita contra ele por parte da ala feminina da #Câmara dos Deputados.

De acordo com a deputada Jandira Feghali, do PC do B do Rio de Janeiro, em declaração ao jornal O Globo, a gravidade das denúncias feitas pela jornalista contra Feliciano motiva uma investigação. Para Jandira, é necessário apurar a situação, sem necessariamente promover pré-julgamentos, mas procurando ter respostas.

O documento, composto pela assinatura de 22 deputadas, deve passar por uma análise preliminar da Corregedoria da Câmara.

Publicidade
Publicidade

Em seguida, deverá ser apreciado pela Mesa Diretora, que será responsável por definir se o teor da representação é pertinente para a análise do Conselho de Ética.

Como base para a representação, as deputadas utilizaram artigos jornalísticos e o print de supostas mensagens trocadas entre Feliciano e Patrícia. Enquanto agravante para dar entrada no processo, as parlamentares destacaram o fato de supostamente os crimes terem ocorrido no apartamento funcional do deputado. #Marco Feliciano