A mídia internacional tem considerado o processo de #Impeachment da presidente afasta Dilma Roussef como algo sem precedentes no Brasil. Ao contrário de Fernando Collor, que havia saído do cargo mediante renúncia e que sofreu o mesmo tipo de processo, na situação atual não houve indícios de corrupção diretamente ligados a Dilma. Quando Collor se afastou da presidência havia uma opinião unânime da sociedade brasileira em considerar que houve um processo claramente democrático e que todas as instituições foram respeitadas.

O Partido dos Trabalhadores, ainda que reduzido e rachado, é considerado um dos maiores verdadeiramente populares.

Publicidade
Publicidade

Quando Dilma realizou seu último ato como presidente, em 24 de agosto, Lula tinha ido para o Mato Grosso do Sul para visitar um assentamento do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), grupo que luta permanentemente pela reforma agrária. O MST, assim como a Central Única dos Trabalhadores, são dois fortes movimentos organizados que tem fortes relações com o PT. #Lula parece querer recomeçar, ao voltar para a base social que deu base ao início de sua carreira política.

Para Dilma e seus aliados, o impeachment é efetivamente uma tentativa de golpe, e essa percepção gerou uma forte reação de parte da sociedade que tem o viés esquerdista no Brasil. Uma pesquisa da instituição Datafolha, que trata do índice de aprovação presidencial sobre o então presidente interino Michel Temer, mostra que 49 por cento dos brasileiros acreditam que está havendo respeito à democracia no processo de impeachment, enquanto 37 por cento pensa o contrário.

Publicidade

Apesar do crescente sentimento de apatia por partes daqueles que defendem o processo de destituição, os dados da pesquisa demonstram que há efetivamente uma divisão de idéias na sociedade brasileira.

De acordo com o New York Times, as pessoas favoráveis ao impeachment e que foram às ruas solidificaram como um emblema, uma marca, a camisa verde e amarela da seleção brasileira de futebol. Possivelmente a intenção daqueles que participaram dessas manifestações era enfatizar o seu patriotismo, mas a imagem de grandes massas vestindo um uniforme de time parece também representar a situação atual do país: uma torcida de determinado time que apenas deseja derrotar o adversário, que ganhou um jogo mas ainda não todo o campeonato. E o outro time, o PT, precisará se reinventar para ter alguma competitividade. #Dilma Rousseff