O ex-presidente da Câmara dos Deputados, #Eduardo Cunha (PMDB-RJ), teve o nome citado por diversas vezes pela presidente Dilma e senadores contra o impeachment,na sessão desta segunda-feira (29), que apontavam o peemedebista como um dos articuladores do "golpe" e acusavam Cunha de ter aberto o processo por vingança contra Dilma. Em resposta a petista, Cunha soltou uma nota se defendendo das acusações e chamando Dilma de mentirosa. 

A presidente afastada afirmou que a abertura do processo de impeachment foi causado como uma vingança articulada por Eduardo Cunha no momento em que o seu governo resolveu não dar os votos necessários para que ele fosse absolvido no Conselho de Ética da Câmara.

Publicidade
Publicidade

Essa não foi a primeira vez que Dilma aponta para Eduardo Cunha como causador de todo esse processo.

O deputado afastado resolveu responder rebater as acusações de Dilma e divulgou uma nota em que chama a presidente de mentirosa. 

Leia na íntegra as explicações dadas pelo deputado afastado, Eduardo Cunha. 

#Dilma Rousseff #Dentro da política