Nesse final de semana, a Revista 'Isto É' traz detalhes de uma investigação do Ministério Público que indica que Rosemary, considerada amiga íntima do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, teria ganho um imóvel da Bancoop, sem fazer qualquer investimento em dinheiro. A suspeita dos investigadores é que o dinheiro que ajudou a bancar as despesas da "Amada, Amante", como Rose chegou a se intitular, teriam o mesmo esquema utilizado para a compra do suposto apartamento Tríplex vinculado a #Lula no Guarujá, litoral de São Paulo. O representante do Partido dos Trabalhadores (PT) neba que ele seja proprietário da unidade.

Apesar da negativa do companheiro político da presidente afastada #Dilma Rousseff, a esposa dele e ex-primeira dama, Marisa Letícia, muito irritada com as suposições sobre ela, decidiu entrar na Justiça contra a Bancoop, pedindo R$ 300 mil de volta.

Publicidade
Publicidade

O dinheiro teria sido dado como sinal para a compra do apartamento, ou seja, no mínimo, houve uma tentativa de compra agora confessa até pela ex-primeira dama do Brasil. O caso não é a única suposta propriedade de Lula que ganhou as manchetes dos jornais. Um sítio em Atibaia também provocou polêmica. O local estaria nos nomes de sócios do filho de Lula, Lulinha. Para os procuradores do caso, esses sócios funcionariam como laranjas do ex-presidente. 

É bom lembrar que na última semana, o ex-presidente virou réu oficialmente na Lava-Jato. Antes, o nome dele aparecia nas investigações, mas ele não era alvo de um inquérito judicial criminal. Agora o petista é acusado de tentar obstruir a Justiça e o trabalho do juiz federal Sérgio Moro, que comanda a maior apuração já feita em solo brasileiro.

Publicidade

A Lava-Jato apura os desvios com dinheiro de corrupção da Petrobras. Há quem acredite que a saída de grana da estatal petroleira foi tão alta que ajudou a bancar até as campanhas de Dilma Rousseff à presidência. 

A suspeita aumentou quando o ex-marqueteiro de Dilma, João Santana, confessou que recebeu dinheiro de caixa dois para a campanha.  #Crime