Neste sábado, 06, o deputado federal Pastor Marco Feliciano, eleito pelo PSC de São Paulo, gravou um vídeo publicado em sua página oficial no Facebook em que se defende contra uma grave acusação de tentativa de estupro de uma jovem evangélica. Ao lado da esposa, Edileuza, Feliciano diz que está casado há mais de vinte anos e que já passou por bons e maus momentos. O parlamentar disse que não havia se pronunciado até então porque o caso tinha sido divulgado apenas por um blog. Em seguida, ele lembra que a jovem chegou a gravar um vídeo em que negava tudo o que teria sido dito aos jornalistas. O parlamentar do PSC, no entanto, conta que agora novos fatos aparecem e fica necessário o pronunciamento aos seus eleitores. 

De acordo com Marco Feliciano, um dos seus assessores foi conduzido até a Polícia para falar a respeito do caso.

Publicidade
Publicidade

O deputado garante que o tal assessor não foi preso, como chegou a noticiar toda a mídia brasileira, baseada em uma decisão divulgada pela própria Justiça. O pastor disse que está a 500 quilômetros de São Paulo e que não conversou pessoalmente com o assessor, mas que sabe que ele está em casa e tem certeza que tudo sobre esse caso será esclarecido o mais rápido possível. 

O político então volta a falar sobre a acusação de tentativa de estupro. Ele diz que perdoa a jovem, a quem ele garante nunca ter feito nada. "Sou inocente', diz ele ao lado da esposa que durante pouco mais de três minutos de vídeo não diz uma palavra sequer. Apesar do perdão, o parlamentar garante que a mulher vai ter que pagar na justiça dos homens pelo o que acusa. Feliciano garante que tem provas de que jamais tentou abusar da militante do seu partido e que isso será mostrado em uma oportunidade futuro. 

Feliciano falou também sobre o apoio de quem ele disse mais interessar, o da própria família.

Publicidade

Ele contou que uma filha voltou de viagem e que o abraçou fortemente. Nesse momento, o deputado chega a chorar emocionado ao falar sobre o entrave que vive em sua carreira políca.

Veja abaixo o vídeo:

#Governo