O colunista político, cronista e ator Gregório Duvivier causou uma situação constrangedora nesta sexta-feira, 12, durante uma entrevista ao vivo dada para um telejornal local da Rede Globo de Televisão. Ele falava sobre um evento que ocorreria no Rio Grande do Norte e foi convidado a falar com o 'RNTV' 1 edição. A entrevista foi exibida em Natal e nela Gregório demonstrou seu claro posicionamento político. "Primeiramente, Fora Temer", disse o cronista após ser perguntado se muitos jovens eram esperados no evento que acontecerá no Sesc. Além de protagonizar o momento constrangedor ao vivo, Duvivier, que faz parte do grupo 'Porta dos Fundos', ainda publicou as imagens nas redes sociais. 

"Obrigado Natal, Obrigado Pipa! O encontro foi uma delícia.

Publicidade
Publicidade

E primeiramente vocês ja sabem", escreveu ele antes de incorporar um vídeo com o momento em que ataca Temer na entrevista dada ao vivo para a afiliada da Rede Globo de Televisão. 

Após realizar o protesto contra o presidente em exercício #Michel Temer, do PMDB, o cronista continuou a dar normalmente sua entrevista falando sobre a idade de quem deve ir ao Sesc. A situação teria causado revolta na própria Globo e entre os telespectadores. Isso porque o canal cede um pedaço importante de sua transmissão para divulgar eventos culturais. Duvivier já foi chamado de partidário da presidente afastada Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (#PT), diversas vezes, mas sempre negou essas alegações. 

Os internautas ficaram revoltados com a atitude da personalidade da mídia. "O q me enoja em Duvivier, Caetano, Zé de Abreu e Chico não são divergências políticas, mas a grande, enorme e monstruosa hipocrisia", escreveu um no Instagram.

Publicidade

"Já tá na hora de deixar de seguir você. Eu te admiro ainda. Coisas como "Os buchas" e o "Zenas Enprovisadas" irão ficar na minha memória pra sempre.", disse mais um revoltado com a performance do ator na entrevista. 

"Primeiramente, aceita que dói menos! Pare de se comportar como uma criança chorona", alfinetou mais um.