De acordo com "O Antagonista", a testemunha da presidente afastada, #Dilma Rousseff, foi comprada. Esther Dwek recebeu a promessa de que seria nomeada para o gabinete de Gleisi Hoffmann, sendo que ela até já preencheu os papéis para ocupar o cargo, vindo a se tornar uma assessora parlamentar. Toda a documentação teria sido entregue na quarta-feira da semana passada, dia 17 de agosto.

Esther Dweck teria um salário de R$ 19 mil mensais para trabalhar como assessora parlamentar de Gleisi Hoffmann e por isso não é uma pessoa com imparcialidade suficiente para ser uma testemunha no processo de #Impeachment.

Ainda de acordo com as informações divulgadas pelo "O Antagonista", Ricardo Lodi, citado como testemunha da petista, já tem até uma procuração lhe autorizando a "representar e defender" a presidente afastada.

Publicidade
Publicidade

Michel Temer, presidente interino, mantém a firme posição a favor do processo de impeachment e disse que é "uma coisa natural na democracia". O peemedebista negou todos os rumores de que ele estaria tenso diante da fase final do processo, afirmando que está tranquilo. Só que em toda a história do Brasil, até hoje só houveram dois processos de impeachment, que foi o do ex-presidente Fernando Collor, quando os brasileiros "pintaram a cara" e foram para as ruas e agora acontece o segundo, que é o da Dilma.

Para o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, está começando a "semana da vergonha nacional", se referindo ao processo da petista que sempre contou com seu apoio.

Publicidade

Lula esteve na manhã desta quinta-feira (25) em um encontro com trabalhadores que promoveram um movimento em defesa da Petrobrás e também da indústria naval, além de chamarem a atenção para a falta de novos empregos.

Lula fez um discurso que durante quase todo o tempo foi direcionado aos senadores, aos quais ele teceu fortes críticas, dizendo que sentia vergonha de ver o Senado promover um impeachment ao invés de debater assuntos que fossem do interesse dos brasileiros. Para o ex-presidente, não é um processo legítimo de julgamento e completou: "Hoje é o dia que começam a rasgar a constituição do país". #Crise no Brasil