Nesta terça-feira, 30, um dos prováveis últimos dias do julgamento da presidente afastada #Dilma Rousseff no Senado Federal, mais confusão fez parte do ritual entre a defesa e a acusação da representante do Partido dos Trabalhadores. A advogada de acusação da petista, a professora de direito da Universidade de São Paulo (USP), Janaína Paschoal, falou durante uma hora. Ela enfatizou o fato de que o impedimento de Dilma não é um golpe. Chorando e de forma irônica, Janaína pediu desculpa para Rousseff por fazê-la sofrer. Em seguida, disse que todas suas atitudes foram motivadas para ajudar o Brasil e até mesmo os netos de Dilma. 

Em determinado momento, Gleisi pediu para falar e tentou desqualificar a fala de Janaína, dizendo que a parte técnica estava infundada.

Publicidade
Publicidade

Ela por momentos chegou a fazer insultos pessoais à Paschoal, o que irritou Aécio, que sugeriu ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ministro Ricardo Lewandowski, que expulsa-se Hoffmann do Congresso. Segundo ele, o baixo nível da Congressista não representava a boa conduta da política brasileira. Após a fala do tucano, começou uma grande discussão na casa

Sessão interrompida após polêmica

O Jurista Miguel Reale Jr, um dos três autores do pedido de impeachment contra Dilma Rousseff, diz ter ficado "chocado" com o discurso da presidente afastada feito nesta segunda-feira, 29.  Segundo ele, a petista parece estar "de costas para a nação" ao atribuir o processo de cassação de mandato a uma suposta "trama".a figura do ex-Ministro da Justiça José Eduardo Cardozo. 

Após a fala da acusação de Dilma.

Publicidade

a senadora Gleisi Hoffman pediu a palavra para reclamar do conteúdo dito por eles. Segundo a petisa, os advogados não se dedicaram a explicar pontos técnicos da deposição. Foi apenas mais uma das estratégias dos petistas para fazer a sessão demorar ainda mais e a votação ficar para setembro. Isso tudo acaba prejudicando até mesmo o #PT, já que estamos em período de Eleições. Daqui a um mês, em dois de outubro, ocorre o pleito para vereadores e prefeitos em todo o Brasil.