A Coreia do Norte é um daqueles países que vira e mexe entra em uma polêmica. Neste domingo, 28, por exemplo, o país governado por um ditador fez um verdadeiro anúncio de guerra contra a maior potência da terra, os Estados Unidos. O país disse simplesmente que iria "reduzir a cinzas" os soldados americanos, caso esses sejam capazes de tentar fazer algo contra a Coreia. A Resposta foi dada contra uma determinação do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas, a ONU. A entidade que zela pela paz no mundo desde o fim da segunda guerra mundial, solicitou que a #Coreia do Norte reveja seus programas balísticos. Além disso, um pedido em especial irritou os norte-coreanos, o de que eles parecem com os serviços de testes nucleares. 

Na sexta-feira, 26, o Conselho da ONU soltou um comunicado condenando fortemente o que a Coreia tem feito.

Publicidade
Publicidade

O anúncio foi feito depois de mais uma vez o país confrontar o mundo testando mísseis de longo alcance no mar. A Organização das Nações Unidas vão tomar medidas significativas contra o lançamento do projétil SLBM. O diferencial foi que o submarino lançou a bomba do mar aberto, alcançando mais distância do que anteriormente. O medo é que os testes estejam sendo feitos para possíveis confrontos no futuro. 

Além disso, todos esses lançamentos fazem parte das preliminares para o quarto lançamento nuclear do país, previsto para janeiro do ano que vem.  A reação da Coreia contra a ONU foi tão forte que até um porta-voz da chancelaria do país chegou a dizer que o comunicado da Organização demonstrava apenas que ela estava a agir sob forte interesse do banditismo da maior potência da terra, os Estados Unidos.

Publicidade

O país presidido por Barack Obama ainda tem tentado, ao máximo, levar a situação na diplomacia, mas isso pode virar, especialmente depois da mensagem a seguir:

“A gente tem os meios coerentes para reduzir a cinzas os agressores no território dos Estados Unidos e no palco de operações no Pacífico”, ameaçou o representante do país em comunicado oficial.  #EUA