Nesta terça-feira (02) foi deflagrada a nova Operação da Lava Jato, batizada de "Resta Um' e trouxe muitas informações importantes a respeito de recursos desviados na campanha de reeleição do ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva em 2006. A 33° fase da Operação tenta comprovar pagamentos de propinas para um caixa 2 através do Consórcio QUIP. Em delação premiada, o empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC Engenharia, afirmou que o Consórcio QUIP forneceu R$ 2,4 Milhões para o caixa 2 da campanha do ex-presidente. Quem intermediou toda essa transação foi o tesoureiro do PT José de Fillipi Junior.

A Polícia Federal descobriu que esse dinheiro repassado para o caixa 2 pelo Consórcio, foi feito clandestinamente para o Partido dos Trabalhadores.

Publicidade
Publicidade

O Consórcio QUIP desviou dinheiro para funcionários da Petrobrás na contratação da Plataforma P-53. E essa propina serviu para financiar a campanha de reeleição para presidente de Lula em 2006.

Palestra

Os investigadores descobriram que a QUIP pagou por uma palestra motivacional de Lula o valor de R$ 378 mil,  o que equivaleu a R$ 13 mil por minuto. Um valor altíssimo que agora é investigado pela Polícia Federal.

O Consórcio QUIP teve como principal patrocinador o ex-presidente Lula e recebeu vários incentivos do governo. Os investigadores querem saber qual a origem desse dinheiro pago por essa palestra caríssima.

Resta Um

O nome da Operação "Resta Um" foi dado devido a Construtora Queiroz Galvão ser a última empresa a ser investigada por formação de cartel junto a Petrobrás.

Nessa Operação foram cumpridas 32 ordens judiciais, vários mandados de apreensão e dois de prisão preventiva.

Publicidade

Participaram da "Resta Um' 150 policiais federais e foram envolvidas várias cidades do Estado de São paulo, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Goiás e Minas.

A PF deixou claro que o nome da Operação não significa que está sendo finalizado o processo, pois ainda existem muitas empresas para serem investigadas e fatos criminosos para serem concluídos. Muita coisa ainda vai acontecer. #Petrobras #Lava Jato