O deputado federal do PSOL, manifestou sua tristeza com a cassação de Dilma e disse, dentre outras coisas, que quem votou pelo #Impeachment não trabalha e vive de sobrenomes herdados. Jean Wyllys (PSOL/RJ) utilizou a sua página oficial no Facebook para demonstrar toda a sua indignação com a condenação de Dilma Rousseff no processo do impeachment.

Jean publicou a foto de um título de eleitor rasgado e escreveu um discurso inflado, alegando que aqueles que votaram pelo impeachment, além de serem ‘golpistas’, são os mesmos que estão envolvidos com corrupção, que possuem ódio dos indígenas e não suportam a ideia de mulheres e membros da comunidade LGBT terem direitos.

Publicidade
Publicidade

O parlamentar ainda afirmou que haverá resistência ao governo de Michel Temer e demonstrou seu interesse em novas eleições, mencionando o movimento ‘Diretas Já’. Veja a publicação feita por Jean:

 

Discurso pós-impeachment

#Dilma Rousseff fez um pronunciamento de aproximadamente, quinze minutos, pouco depois de ser destituída do cargo. Ao lado de senadores, deputados, amigos, equipe, ex-ministros e Lula, Dilma afirmou ter sido vítima de um golpe, mas destacou que irá recorrer da decisão e que voltará.

A ex-presidente da república também salientou que haverá forte oposição ao governo de Michel Temer e que continuará lutando pela democracia do país. Lula não quis se pronunciar e apenas acompanhou a correligionária após sua saída definitiva da presidência da república.

Dilma tem, a partir da data do impeachment, 30 dias para deixar o Palácio da Alvorada.

Publicidade

Ela terá sua equipe reduzida para apenas 8 funcionários, incluindo seu motorista e seguranças. A senadora Kátia Abreu, afirmou que Dilma já realizou o cálculo de sua aposentadoria e que deve se aposentar em breve com um benefício de pouco mais de R$5 mil. A informação foi revelada ainda no plenário, quando a senadora defendia a não cassação dos direitos políticos da ex-presidente.

Após ser empossado, Michel Temer rebateu as acusações recebidas e disse que golpista é quem não segue a constituição federal. #Câmara dos Deputados