Quem não deve, não teme, já dizia a vovó. E o ex-ministro do Superior Tribunal Federal, #Joaquim Barbosa, parece ser uma destas pessoas que não teme a nada e muito menos a ninguém, fala o que pensa e assina embaixo.

De acordo com o portal de notícias online do jornal Extra, Joaquim Barbosa, se manifestou através de sua conta oficial no Twitter, onde ele chamou o processo de #Impeachment de 'tabajara', ou seja, uma farsa não confiável.

Barbosa também não poupou críticas à Michel Temer que assumiu a presidência do Brasil, pouco depois do anuncio do afastamento definitivo de Dilma Rousseff. Saibam mais aqui.

Joaquim Barbosa diz que o processo de impeachment é 'tabajara'

Em uma das mensagens no Twitter, Joaquim Barbosa disse que não perdeu tempo para acompanhar o que ele chamou de um vergonhoso e patético espetáculo o "impeachment tabajara" de Dilma Rousseff.

Publicidade
Publicidade

Barbosa disse que se recusou a acompanhar este processo promovido por forças conservadoras que dominam a #Política no Brasil.

Temer é patético

O ex-ministro afirmou que tão patético quanto o processo de impeachment de Dilma Rousseff, foi o discurso de posse de Michel Temer como presidente da República do Brasil.

Joaquim Barbosa, deixou claro o que pensa sobre o novo governo brasileiro. Segundo ele, Temer é patético e incoerente ao acreditar que por se tornado presidente, vai ter o respeito e a estima do povo brasileiro. Barbosa afirma que Temer está totalmente engando, dando a entender que não vai conseguir governar o país com facilidade.

Vergonha

Barbosa diz ainda que a situação da política no Brasil é vergonhosa. Ele reforça a tese de que as "forças políticas conservadoras" do país, cercaram e tomaram conta de tudo.

Publicidade

Segundo Joaquim, os conservadores são ávidos pelo poder e rodeiam o novo presidente que é "um político parecido com os velhos caudilhos latino-americanos".

O ex-ministro ainda afirma que estes conservadores estão dominando tudo, inclusive a mídia e as televisões.

Varinha mágica

Em uma das mensagens de Joaquim ele diz que Temer acredita que tem uma "varinha mágica", com a qual ele conseguiu dar um golpe jurídico e que por isso seu governo vai ter legitimidade. 

Barbosa afirma que tais "conservadores", em um futuro próximo vão ver que não possuem os votos de que tanto precisam e que seus planos vão descer por água abaixo.