Logo após Dilma Rousseff sofrer o impeachment por 61 x 20, Kátia Abreu subiu à tribuna para votar contra a cassação dos direitos políticos da ex-presidente. Em seu discurso, Kátia revelou que Dilma já fez os cálculos de sua aposentadoria, que está com 68 anos e poderá se aposentar em breve, recebendo pouco mais de R$5 mil mensais.

As palavras da senadora, contudo, irritaram os senadores e muitos brasileiros que acompanhavam a sessão pela televisão ou internet. Logo após perder o cargo por má administração pública decorrente de pedaladas fiscais, e com vários senadores mencionando o desemprego e crise econômica do Brasil em seus discursos, a senadora acabou tornando a situação ainda mais delicada para a ex-presidente.

Publicidade
Publicidade

Pela internet, vários brasileiros questionaram, com indignação, por qual motivo quem provocou a atual crise pode receber mais de R$5 mil, quando um trabalhador só recebe um salário mínimo ou nem isso, no caso dos milhões de desempregados que existem no Brasil atualmente.

Em seguida, Aloysio Nunes subiu na tribuna para defender a inabilitação de #Dilma Rousseff pelos próximos oito anos. Pouco depois, Aécio Neves discursou e defendeu a memória de seu avô, o ex-presidente da república, Tancredo Neves.

Último dia do julgamento de Dilma

A sessão começou por volta das 11h15 e a votação que culminou com o #Impeachment de Dilma só aconteceu por volta das 13h30, quando todos os 81 senadores, incluindo Renan Calheiros, votaram nessa sessão histórica.

Quatro senadores que na última votação, foram contra o processo do impeachment, acabaram conferindo votos favoráveis ao afastamento definitivo de Dilma Rousseff, incluindo Telmário Mota.

Publicidade

Nas próximas horas, Dilma receberá uma notificação formal de que sofreu o impeachment e deve realizar um pronunciamento à imprensa. Todos os senadores que fizeram a sua defesa estarão presentes no momento em que ela se pronunciar publicamente.

Michel Temer também receberá uma notificação formal de que é o novo presidente do Brasil e tomará posse após as 16h. Temer fará sua primeira viagem oficial no próximo fim de semana, quando estará junto à cúpula do G-20, na China. #Senado Federal do Brasil