Nesta quarta-feira, 03, começou a circular nas redes sociais um vídeo que mostra o líder do Movimento dos Sem Terra (MST), João Pedro Stédile, sendo "expulso" do aeroporto de Fortaleza, no estado do Ceará. João é conhecido por dizer frases duras para defender a presidente afastada Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores. Não é possível ao certo dizer quando as imagens foram feitas, mas uma página especializada em política garante que o flagrante foi feito nesta terça-feira, 03, à noite, logo depois que João desembargou no aeroporto. 

O líder do MST foi bastante hostilizado por manifestantes, que diferente do MST, que costuma usar vermelho em sua bandeira, preferiram as cores da bandeira nacional, o verde e amarelo.

Publicidade
Publicidade

Eles gritaram contra João Pedro, chamando ele de terrorista e assassino. O principal grito, no entanto, foi solicitando que o Movimento dos Sem Terra e o Partido dos Trabalhadores fosse para Cuba, um país conhecido por ter ficado muito atrasado em relação ao mundo por conta das políticas de esquerda e da ditadura militar implementada pelo líder Fidel Castro.

As imagens duram pouco mais de seis minutos e mostram o povo perseguindo o líder do MST até o carro dele. O líder do movimento que costuma fechar rodovias de todo o país para defender Dilma contra o impeachment, no entanto, preferiu ficar calado. Ele se abraça com uma mulher e caminha até o veículo que o espera, de onde vai embora. Chama a atenção o fato da #Manifestação ter acontecido justamente em um dos principais redutos do #PT no Brasil, o Nordeste brasileiro.

Publicidade

A presidente Dilma deve ter o seu destino selado até o dia 29 desse mês. É o que o Senado Federal e o  Supremo Tribunal tentam conciliar. O presidente em exercício Michel Temer, do PMDB, pede ajuda a seus aliados para fazer com que esse processo corra o mais rápido possível, evitando assim prejudicar ainda mais a governança e os brasileiros.

Veja abaixo o vídeo que mostra o líder do movimento dos sem terra sendo hostilizado pela população do Nordeste: