O senador Lindbergh Farias, eleito pelo Partido dos Trabalhadores (PT) do Rio de Janeiro, ficou ainda mais conhecido em todo o país por conta do processo de impeachment contra a presidente afastada Dilma Rousseff, que teve o seu julgamento iniciado nessa semana. Ele grita bastante e faz muitos pedidos de ordem durante as sessões com o objetivo de fazer com que o dia 'D' demore ainda mais a chegar. Nessa atitude, o homem da tropa de choque dilmista faz com que todo o processo já dure cerca de nove meses. 

O petista está acostumado a bater boca com outros colegas e até com o presidente do Senado Federal, Renan Calheiros, eleito pelo PMDB de Alagoas.

Publicidade
Publicidade

Os dois quase saíram no tapa nessa semana, quando o peemedebista foi ao microfone e mostrou completa irritação com uma atitude da Senadora paranaense Gleisi Hoffmann, que disse que ninguém do Congresso Nacional teria moral. Calheiros então disse que quem não tem moral é Hoffmann, que só não foi indiciada na Lava Jato graças a seu pode de influência junto ao Supremo Tribunal Federal.

O problema é que Lindbergh tem muito com o que se preocupar. Ele é apenas mais um dos muitos políticos denunciados pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF). Ele recebe a grave acusação de ter participado do esquema que roubou os brasileiros através da corrupção da maior estatal brasileira, a Petrobras. Desde março do ano passado, Farias figura em uma lista com 28 nomes que aguardam autorização da mais alta corte do país para serem investigados.

Publicidade

A expectativa para o que acontecerá a seguir não perpetua apenas a vida de Lindbergh, mas também de muitos brasileiros. 

O Supremo analisa o pedido há mais de um ano. A análise contra Farias foi entregue por Janot ao Ministro Teori Zavascki. O procurador fala dos indícios que colocariam o Senador como forte suspeito em ser corrupto na Lava-Jato. O ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa, disse em delação que a campanha do petista foi feita com ajuda de propina.  #Lindbergh Farias #PT