O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está sendo acusado por grupos de direita de afrontar a Justiça Federal. Tudo depois do representante do Partido dos Trabalhadores (PT) dar uma entrevista para o site da BBC Brasil. Na conversa, ele disse um "não tem medo de ser preso", lembrando que agora é réu na Operação Lava-Jato. O petista é acusado pela Justiça de Brasília de tentar atrapalhar o trabalho do juiz Sérgio Moro, que investiga como aconteceu o desvio de dinheiro através de corrupção da maior estatal brasileira, a Petrobras. Segundo o companheiro da presidente afastada Dilma Rousseff, ele tem consciência de sua inocência e que aguarda tudo com muita tranquilidade, a maior possível. 

O ex-líder sindical ainda disse que a abertura de um processo contra ele era uma grande calúnia e que isso já aconteceu com muitas pessoas ao longo da história da humanidade.

Publicidade
Publicidade

Em seguida, ele disse que a manobra judicial teria uma única explicação, tentar tirar ele da corrida presidencial do Brasil no ano de 2018. #Lula avaliou que querem fazer isso, pois sabem que ele governa para os necessitados e lamentou com um "eu que fiz tão bem (ao Brasil)". 

Na entrevista, não poderia faltar, é claro, o polêmico e demorado processo de #Impeachment de Dilma, que na semana que vem começa a ser votado no Senado Federal. A votação não deve se encerrar antes do dia 29, pois é nessa data que a primeira mulher eleita do Brasil não só irá discursar na tribuna do Senado, como também decidiu responder às perguntas dos Congressistas. A estratégia é para reverter os votos dela nesse martírio. Atualmente, pelo menos 59 Congressistas devem votar contra Rousseff, quando o mínimo para gerar a deposição são 54 Senadores.

Publicidade

Lula disse que a petista irá encontrar seus "Judas" ao ir ao Senado, fazendo uma referência ao personagem da bíblia que entregou Jesus Cristo. O ex-presidente diz ter esperança que a presença de Dilma no local possa constranger os Senadores e reverter os votos. Os opositores garantem que a presença só irá aumentar a votação contra ela.  #PT