O ex-presidente da República, Luiz Inácio #Lula da Silva, foi acusado pelo Ministério Público de ter participado efetivamente de toda estrutura criminosa que foi descoberta na Operação #Lava Jato e ainda obteve algumas vantagens que não eram devidas. Fazendo uma retrospecção de todos os fatos que ocorreram, procuradores evidenciam as suspeitas que caíram sobre o ex-presidente. Ainda de acordo com o MPF, ele sabia das irregularidades cometidas dentro da Petrobras.

Em um documento que foi protocolado no sistema eletrônico da esfera judicial, fala em alguns trechos que existem provas de que Lula estava participando ativamente de todo o esquema dentro da estatal e fala dos proveitos que ele recebeu de forma direta e indireta.

Publicidade
Publicidade

Os advogados de defesa de Lula disseram, nesta sexta-feira (5), que a afirmação do Ministério Público Federal foi feita para chamar a atenção da mídia e todas as declarações são para difamar o ex-presidente. Segundo os advogados de Lula, tudo isso é uma forma de retaliação e eles solicitaram a Justiça que o juiz Sérgio Moro fosse declarado suspeito para fazer os julgamentos que relacionam o ex-presidente.

A suspeição pode acontecer no momento em que o juiz passa a demonstrar falta de imparcialidade. No entanto, Moro diz que não há problemas dele continuar a frente do processo e pediu que o MPF se pronunciasse. Os procuradores acharam que o pedido da defesa de Lula não é adequado e indeferiram a solicitação.

A argumentação do Ministério Público Federal é que a Lava Jato esclareceu várias práticas criminosas dentro da Petrobrás e descreveu como era o funcionamento de todo esquema corrupto e de lavagem de dinheiro dentro da entidade.

Publicidade

Operação Lava Jato

A operação foi batizada com esse nome devido a utilização de uma rede de posto de combustível e lava jato de veículos na movimentação de recursos indevidos que pertenciam a uma organização criminosa que foi investigada inicialmente. A operação já é considerada uma das maiores investigações de corrupção do país. A estimativa de recurso desviada dos cofres da estatal seja por volta de bilhões de reais.