Nesta sexta-feira, 06, começaram a ser divulgadas imagens que mostram uma manifestação em frente ao hotel Gran Marquise, que fica na cidade de Fortaleza, estado de Ceará. O vídeo mostra o protesto de moradores de rua contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O petista esteve na região nessa semana para pedir apoio à presidente afastada Dilma Rousseff. Moradores da região foram informados que ele se hospedou no hotel de luxo localizado na região nobre da cidade. A equipe do representante do Partido dos Trabalhadores (PT) não confirmou se ele realmente estaria no Gran Marquise. 

A falta de confirmação, no entanto, não impediu que moradores de rua que vivem na região fizessem também sua manifestação contra o PT.

Publicidade
Publicidade

Uma prova de que até muitos pobres não gostam tanto assim de #Lula, que ficou conhecido por conta dos problemas sociais de seu governo, como o 'Bolsa Família', sendo também o responsável por colocar Dilma Rousseff no poder. Hoje a presidente afastada luta contra um processo de impeachment, que pode já culminar com sua deposição ainda no final desse mês de agosto. 

"Lula, aparece safado", começa a gritar uma mulher em direção ao hote onde supostamente o ex-presidente estaria escondido. Em seguida, é possível ouvir a voz de pelo menos dois homens. Um volta a gritar o nome de Lula como safado, enquanto outro o chama de "cagão". No Nordeste, ao chegar ao aeroporto o petista precisou sair por uma porta dos fundos. Isso porque, segundo fontes, havia poucas pessoas na receptação do aeroporto, uma situação incomum nessa região do país para o ex-líder sindical.

Publicidade

Apesar de não ter tanta popularidade como outrora, o ex-presidente ainda continua tendo no Nordeste o seu principal reduto político. Já pensando na eleição de 2018, ele faz muitas palestras e manifestações políticas contra o que chama de "golpe parlamentar". Apesar de todo o auê criado pelo petista, o processo de impeachment continua firme e forte. 

Veja o vídeo com o momento em que moradores de rua se revoltam contra Lula: