Aqueles que discordam do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff nomeiam o processo de afastamento da presidente como um golpe. Para sustentar essa afirmação, diversas atividades suspeitas são apontadas no afastamento de Dilma, desde as investigações da #Lava Jato, como a parcialidade nas delações premiadas. Há algum tempo, o ex-presidente #Lula é apontado como dono de um tríplex no Guarujá em São Paulo, ganhando capas e muitas notícias em diversos veículos de comunicação.

Lula não é dono de tríplex e investigações seguem após relatório divulgado por Sérgio Moro

Essas notícias eram baseadas no processo de investigação da operação que ficou conhecida como Triplo X, uma analogia ao tríplex no condomínio Solaris.

Publicidade
Publicidade

A investigação chegou ao final e o seu relatório foi emitido no dia 12 de agosto, mas somente no dia 18 de agosto o juiz Sérgio Moro tornou público o relatório que conclui que Luiz Inácio Lula da Silva não é dono de nenhum tríplex, como foi mencionado diversas vezes. A operação triplo X foi deflagrada em 27 de janeiro de 2016 e encerra suas investigações indiciando uma publicitária (a verdadeira dona do tríplex) e funcionários da Mossack Fonseca do Brasil.

Verdadeira dona de tríplex em Guarujá é uma publicitária 

A verdadeira dona do tríplex foi indiciada pela Polícia Federal e trata-se de uma publicitária. Além dela, outros pessoas foram indiciadas, ligadas à operação internacional Panamá Papers. A publicitária Nelci Warken será ouvida pelo juiz Sério Moro, além da chefe responsável pelo escritório da Mossack no Brasil, Maria Mercedes Riaño.

Publicidade

Os outros funcionários da Mossack arrolados na investigação são: Ricardo Honório Neto, Luis Fernando Hernandez, Renata Pereira Britto e Rodrigo Andrés Cuesta Hernandez. Outro nome divulgado no relatório final liberado por Sérgio Moro é o do empresário Ademir Auada. O empresário é apontado como intermediário nas negociações da Mossack no Brasil. A Mossack Fonseca é apontada pela Polícia Federal como uma organização criminosa transnacional. #Investigação Criminal