O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não vive seus melhores momentos no mundo da política. De acordo com o jornal 'O Globo' em matéria publicada neste sábado, 27, o petista desembarcou em Brasília poucas horas depois de ter seu indiciamento no caso do Tríplex anunciado pela Polícia Federal. Ele está na capital federal para acompanhar o julgamento sobre o #Impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. Ambos representam o Partido dos Trabalhadores (#PT), legenda que nos últimos anos acabou virando protagonista de diversos escândalos de corrupção. 

Ao lado de amigos, o ex-líder sindical não escondeu o desabafo sobre o inferno político que está a viver.

Publicidade
Publicidade

"– Nem nos piores momentos da minha vida eu imaginei que aconteceria o que está acontecendo hoje.", teria dito o político. Em Brasília, #Lula esquematiza como será a participação de Dilma no seu próprio julgamento. Na segunda-feira, 29, ela fará sua defesa no Congresso Nacional. Está previsto a abertura de espaço para perguntas de outros Senadores. Lula, no entanto, está muito negativo quanto ao resultado do impeachment, assim como os demais membros do PT, que já dão como certa a deposição de Dilma. 

Um petista disse ao jornal que a legenda entende que não vai virar um ou outro voto em Brasília e lamenta o fato de que se fosse outra pessoa no lugar de Dilma seria possível virar o jogo. O objetivo do político seria que o discurso de sua companheira de jornada seja pautado não em partes técnicas, mas na importância histórica e emocional do momento.

Publicidade

O medo de Lula, no entanto, é o fato de que Rousseff é muito turrona e talvez não o escute, perdendo uma importante oportunidade de ajudar o PT no futuro. 

O ex-presidente pediu que a presidente afastada evite tentar convencer com detalhes técnicos que não cometeu o crime que é acusada, mas sim usar o tempo precioso para dizer que está sendo vítima de um golpe de estado, cujo único objetivo seria entregar entidades públicas para o capital privado. O que Dilma falará só saberemos semana que vem.