Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva entraram com uma ação pedindo um direito de resposta contra o colunista do jornal "O Globo", Merval Pereira, que em uma matéria, comentou que o Partido dos Trabalhadores parte para o ataque como se toda a #Corrupção da Petrobrás não tivesse nada a ver com eles. De acordo com o jornalista, a empresa foi assaltada, dilacerada e o chefe de toda essa quadrilha de políticos corruptos é o ex-presidente Lula.

Lula se ofendeu com essas afirmações de Merval e pediu para que seus advogados conseguissem um direito de resposta. O juiz Anderson Fabrício da Cruz analisou o pedido e negou o recurso a Lula, dizendo que o colunista, por mais que tenha dito palavras duras, escreveu dentro da legalidade, pois mencionou que os fatos contidos na matéria são decorrentes da delação premiada feita pelo ex-deputado Pedro Corrêa e além disso é um assunto contido em vários veículos de comunicação.

Publicidade
Publicidade

Os advogados de Lula disseram que as palavras de Merval não são verdadeiras e não mostram a realidade dos fatos. Porém, o magistrado disse que não há provas de que o jornalista queria apenas difamar o ex-presidente. Segundo Cruz, Merval seguiu a linha dos dizeres da delação de Corrêa, ressaltando apenas sua opinião sobre o assunto.

Defesa

A defesa de Lula disse que irá recorrer da decisão do juiz, pois acreditam que Lula foi ofendido por ser uma pessoa de grande influência no Brasil e que a opinião de Merval foi pesada e não tinha nexo. 

Anderson Cruz também condenou o ex-presidente a pagar todas as despesas com honorários advocatícios, totalizando R$ 2 mil.

Desânimo

O ex-presidente Lula está desanimado e não acredita mais na volta da presidente afastada Dilma Rousseff. Para Lula, as chances de Dilma voltar ao cargo são muito remotas, pois falta pra ela uma "ofensiva mais contundente".

Publicidade

O PT precisa entender que agora é oposição e Lula pede para que todos os petistas defendam o legado do partido.

De acordo com o deputado Vicente Cândido (PT-SP), Lula disse que Dilma precisava ter mais diálogo com os senadores e demonstrar um forte compromisso com o Brasil. #Petrobras