Nesta segunda-feira, 08, o #Senado Federal viveu um momento curioso. O Senador Magno Malta, eleito pelo Partido da República (PR) do Espírito Santo (ES) decidiu bater de frente com a Senadora Comunista do Amazonas, Vanessa Grazziotin, conhecida por defender Dilma. Ela usou o Plenário do Congresso para dizer que o povo já dava sinais claros que não estava gostando do "governo golpista", citando as vaias recebidas pelo presidente em exercício Michel Temer, do PMDB durante a abertura dos jogos olímpicos nesta sexta-feira, 05, no estádio do Maracanã. 

Até Lula foi vaiado

Magno Malta então lembrou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em seu auge de popularidade, que chegou a ultrapassar os 80%, acabou sendo vaiado na abertura do Pan-Americano do Rio de Janeiro.

Publicidade
Publicidade

"Ali é o efeito estádio", tentou explicar o Senador capixaba. Segundo o representante do PR, os brasileiros usam o grito para jogarem toda sua revolta, mas não necessariamente por não concordarem com um político. No caso de Michel Temer, Malta lembrou que ele não foi só vaiado, mas também aplaudido. "Se houve vaias também houve aplausos", defendeu ele.

Lembranças de um passado recente

O Congressista ainda citou o fato da presidente afastada Dilma Rousseff também ter sido vaiada na abertura da Copa do Mundo, que ocorreu na mesma cidade da que aconteceu a cerimônia de inauguração dos jogos olímpicos. O político então lembrou que a representante do Partido dos Trabalhadores foi citada não somente na cerimônia, mas também em todos os jogos. "O povo gritava o tempo todo 'Ei, Dilma, vai tomar no...", completou o político brasileiro.

Publicidade

Loucura comunista? 

Para terminar suas considerações, ele questionou a saúde mental de Vanessa Grazziotin, dizendo que ela poderia sofrer do mal da amnésia, do esquecimento. Em seguida, ele a esculachou: "Ou você é doida, ou sou eu". Malta é conhecido justamente por fazer considerações inusitadas durante suas falas no Senado Federal. 

Veja o vídeo em que o Senador perde a paciência e questiona saúde mental de Senadora:

#PCdoB