Tudo o que você fala pode virar contra você, especialmente caso o leitor esteja querendo entrar na vida política. Que o diga a deputada federal Maria do Rosário, eleita pelo Partido dos Trabalhadores (PT) do Rio Grande do Sul. De acordo com uma fonte da Blasting News, a parlamentar petista está evitando sair às ruas para não ser linchada. Oficialmente, o staff da companheira política da presidente afastada #Dilma Rousseff nega a informação. No último domingo, 14, Maria foi muito hostilizada ao decidir ir em uma manifestação que pedia o fim da violência.  

O protesto foi realizado na capital do Rio Grande do Sul e foi organizado por familiares e amigos de trabalho de Graziela Muller Lerias, uma oftalmologista que foi assassinada durante um assalto.

Publicidade
Publicidade

No Centro de Porto Alegre, à frente da sede do governo estadual, o Palácio Piratini, os manifestantes pediam uma solução para tanta notícia ruim que aparece na mídia. Uma solução contra o mal que a cada dia faz mais vítimas, como foi o caso de Graziela, assassinada por nada. 

Foi nessa manifestação que a deputada conhecida por criticar Jair Bolsonaro, do PSC do Rio de Janeiro, decidiu adentrar, mesmo sem ser convidada. O povo, no entanto, não aceitou tão bem a intromissão. Os moradores da região disseram que a petista era "cúmplice de bandido", "Ih Fora", "Vai embora" e outras frases nada convidativas. Maria chegou a resistir, mas acabou metendo o pé para evitar grandes confusões. 

A companheira de Dilma acabou lamentando a situação através de uma rede social. Ela negou que tenha ido diretamente ao protesto, mas que sim participava de um seminário.

Publicidade

Ao saber que a manifestação era contra a morte da médica, ela decidiu dar uma "passadinha" no local e prestar solidariedade. No Twitter, ela voltou a dizer que prestava suas condolência e foi além. Através do microblog de 140 caracteres, Maria disse entender a dor da família. 

Veja abaixo o vídeo que mostra o povo completamente revoltado com a presença da deputada federal em um protesto contra a violência:

#Maria do Rosário #PT