#Michel Temer tomou posse e tornou-se presidente da República após às 16h dessa quarta-feira, 31. Instantes depois, se reuniu com ministros e fez declarações à imprensa. Na oportunidade, Temer quis esclarecer as acusações de que é ‘golpista’.

O presidente foi objetivo ao afirmar ‘golpista é você’, sem citar o nome da ex-presidente ou de seus defensores. Temer afirmou que golpista é quem não respeita a Constituição. Também disse que sempre manteve muita discrição, mas que não tolerará mais acusações de golpe. Temer orientou que seus ministros façam o mesmo que ele Na oportunidade, também falou da importância de uma reforma da previdência.

Publicidade
Publicidade

Com a redução dos cofres públicos e o elevado número de pessoas em idade de se aposentar, o presidente estima que sem uma reforma o governo não conseguirá pagar todos os benefícios no futuro.

Para conseguir esclarecer todas as dúvidas sobre a proposta e obter sua aprovação. Temer pediu ao setor de comunicação do governo para fazer uma campanha de publicidade que explique à população os detalhes da proposta. Também pediu aos ministros de seu governo que converse com a bancada partidária que fazem parte sobre o assunto. Temer também planeja conversar pessoalmente com as bancadas políticas para reforçar a importância da reforma da previdência.

Foi justamente quando falou desse governo mais próximo dos partidos políticos e que busca transparência em seus atos, que fez com que o presidente afirmasse que seu governo não é um partido que está no poder e que despreza os demais, mas que é exatamente o contrário, conferindo uma indireta ao Partido dos Trabalhadores.

Publicidade

Temer assumiu a presidência, mas já embarcou para a China, onde participará de uma reunião do G-20. No seu lugar, encontra-se como presidente em exercício o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que atende a regra sucessória constitucional.

Já Dilma, agradeceu o apoio recebido de políticos e militantes, mas avisou que recorrerá do #Impeachment e continuará lutando pela democracia. Afirmou, também, que haverá rígida resistência e oposição ao governo de Temer. Por fim, repetiu à imprensa que foi vítima de um golpe parlamentar. #PT