Logo após tomar a posse no Senado Federal, #Michel Temer teve uma reunião ministerial, onde disse para a imprensa que precisava falar dessa ‘coisa de golpista’. O presidente da república rebateu ofensas de Dilma e aliados ao antigo governo, deixando claro que golpistas são eles, que estão contra a constituição federal.

Temer ressaltou que sempre foi de uma discrição absoluta, mas que agora, não levará ofensas para casa. Michel também orientou aos seus ministros que não tolerem insultos de que são golpistas, pois tais condutas não serão mais permitidas.

Michel falou da reforma da Previdência aos ministros

A reforma previdenciária é necessária por dois motivos: o antigo governo quebrou a economia nacional e o número de idosos é cada vez maior no país.

Publicidade
Publicidade

Por conta disso, Michel afirma que se não houver uma reforma agora, em um futuro não muito distante, o país chegará ao ponto de não ter mais dinheiro para pagar os benefícios dos aposentados e pensionistas.

Temer avisou que irá se encontrar com cada uma das bancadas partidárias a fim de explicar como a reforma funcionará e pedirá o apoio dos parlamentares para conseguir aprová-la. A fim de que toda a população compreenda, com facilidade, o que será a reforma previdenciária, o presidente solicitou que seja feita uma campanha publicitaria do projeto para esclarecer todas as dúvidas dos cidadãos.

O presidente ressaltou: ‘Queremos fazer algo com a compreensão do brasileiro’. Logo, investirá na campanha e esclarecerá dúvidas dos parlamentares, a fim de que o projeto seja compreendido como um todo e por todos, independentemente do nível de instrução educacional de cada cidadão.

Publicidade

Temer, indiretamente, alfinetou o PT ao pedir que os ministros se encontrem com as bancadas de seus respectivos partidos para falar da importância da reforma: ‘Não é um partido que está no poder’.

Temer segue para a China nessa noite, quando participará de uma reunião com a cúpula do G-20. Essa será a primeira viagem oficial de Michel Temer como #Presidente do Brasil. Ele estará ao lado de grandes nomes internacionais. #Dilma Rousseff