Noves meses. É esse o tempo que já dura o processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT). A petista diz que está sendo vítima de um "golpe de estado", caso seja, será o mais demorado do mundo. Nessa semana que entra, no entanto, ao que tudo indica, a deposição da companheira política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será confirmada. Na trajetória da defesa, Dilma disse algumas vezes que o principal objetivo da oposição em tirá-la do poder seria acabar com os programas sociais, mas agora ela estaria chocada ao saber da nova tática do presidente em exercício Michel Temer, do #PMDB.

O político que já havia dado um aumento muito importante ao Bolsa Família, já sabe como fará para "seduzir os brasileiros" e lutar contra a oposição petista.

Publicidade
Publicidade

Ele usará os próprios programas sociais do PT e dará uma turbinada em todos eles. A ideia é ainda criar dois novos programas federais até 2018, quando Temer pode ou não passar o bastão. Apesar de ter sido reeleito com Dilma, Temer nunca foi efetivado presidente, coisa que pode acontecer apenas agora. Com isso, ele terá um mandato histórico, será o terceiro peemedebista que chega ao poder sem ser eleito diretamente ao cargo. Lembrando que quem votou em Rousseff, também votou em Michel, mas para o cargo de vice. 

De acordo com informações do jornal 'O Estado de São Paulo' em matéria publicada neste domingo, 28, #Michel Temer fará uma grande reforma nos programas sociais para desconstruir a ideia de que ele será um retrocesso para a parte mais pobre da população. Com isso, ações como o 'Minha Casa, Minha Vida',  Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), Ciência Sem Fronteira e outros terão uma nova cara.

Publicidade

Ele ainda quer uma ação específica voltada para a chamada "primeira infância" e também estimular reformas nas casas dos brasileiros. As reformas populares com recursos federais turbinariam a economia. Outra medida será combater a informalidade no mercado de trabalho.