Um dos maiores defensores no jornalismo do Partido dos Trabalhadores (PT) e da presidente afastada Dilma Rousseff, o jornalista Paulo Henrique Amorim, acabou se dando mal e foi condenado pela #Justiça por conta de uma opinião que deu contra o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes. A condenação foi manifestada nesta quarta-feira, 03, através da coluna da jornalista Mônica Bergamo, do jornal 'Folha de São Paulo'. De acordo com ela, a condenação ocorreu porque o profissional da mídia postou uma montagem em que o Ministro da mais alta corte do país aparece vestido como um soldado do Exército Nazista, comandando por Adolph Hitler na segunda guerra mundial.

Publicidade
Publicidade

Paulo Henrique Amorim vai agora ter que pagar uma multa salgada por conta da montagem, cerca de R$ 40 mil. A Justiça ainda revelou à 'Folha de São Paulo' que mesmo depois de notificado pelo erro envolvendo Gilmar Mendes, o apresentador da TV Record divulgou outra imagem, que tinha a ideia de procurar "transmitir a ideia de que ele [Mendes] seria portador de alguma forma de demência". Esse é apenas um dos muitos processos ao que o dono do blog 'Conversa Afiada' está respondendo ou já foi condenado. Ele já se meteu em confusões com o apresentador Heraldo Pereira, além de outros nomes da mídia, política e empresariado brasileiro.

A defesa do jornalista argumenta que todas as publicações a que Paulo Henrique Amorim foi condenado apenas refletem suas opiniões da sua atividade intelectual.

Publicidade

Para os advogados, a Constituição garante a livre expressão intelectual e também de comunicação, seja ela artística ou científica. A decisão foi manifestada de acordo com a 'Folha' pelo juiz Leandro Borges de Figueiredo, representante da 8ª Vara Cível de Brasília. Segundo o jornal, o magistrado acabou reconhecendo que houve sim dano moral ao Ministro Gilmar Mendes. Apesar disso, o apresentador e jornalista ainda pode acabar revertendo a decisão, pois a essa ainda cabe recurso. Será que ele vai ter que perder R$ 40 mil e ainda pagar pelos processos?  #PT