Foi iniciada, nessa terça-feira (09), a votação prévia do julgamento do processo de #Impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff. A sessão foi iniciada por volta das 9 horas e deverá se estender pelas próximas 20 horas. A equipe do presidente em exercício, #Michel Temer (PMDB), está trabalhando e empenhada em conquistar apoio, para que, nessa votação, sejam alcançados 60 votos que sejam favoráveis para a continuidade do processo de impeachment da presidente petista. A intenção da equipe peemedebista é conseguir uma margem segura para que seja levado adiante o processo, que chegará ao seu julgamento final, no dia 25 de agosto, e que terá o comando do presidente da maior corte do país (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski.

Publicidade
Publicidade

No dia 25 de agosto, se 54 senadores votarem contra a continuidade do governo Dilma, será colocado um ponto final num governo do PT que durou quase 14 anos na presidência. Na fase de admissibilidade do processo, foram registrados 55 votos contra Dilma e 22 a favor.

Votação final deve contar com senadores ausentes na primeira votação

A expectativa do Planalto é que, na última votação do processo de impeachment, sejam contados votos de senadores ausentes na votação da admissibilidade. Senadores como João Alberto (PMDB-MA), Jader Barbalho (PMDB-PA), Eduardo Braga (PMDB-AM) e Pedro Chaves (PSC-MS) que era o senador suplente e que assumiu a vaga do senador cassado, Delcídio do Amaral. Além desses senadores, ainda existe a possibilidade de voto do presidente do Senado, Renan Calheiros, que já deu indícios de que poderá participar da votação final.

Publicidade

Apesar de já ter declarado que permaneceria neutro na votação devido à função que exerce no Senado.

A equipe de apoio de Temer no Planalto espera que, na votação de hoje, sejam contados, no máximo, 18 votos favoráveis à continuidade de #Dilma Rousseff no poder. Já a oposição petista acredita que sejam contados 22 votos a favor de Dilma. Porém, 22 votos são insuficientes para que o processo não seja levado ao julgamento final no dia 25 de agosto.

O placar final da penúltima votação do processo de impeachment somente poderá ser conferido nessa madrugada ou no período da manhã dessa quarta-feira (10).