As continências dos atletas brasileiros que conseguiram subir ao pódio nas Olimpíadas do Rio, podem fazer com que eles percam as suas medalhas. Tal como informa o site “Folha Brasil”, o deputado petista Luiz Nunes já avançou no Supremo Tribunal da #Justiça Esportiva com uma ação judicial para fazer com que o Comitê Olímpico avalie todos os casos dos atletas em questão. Para os petistas esse gesto faz recordar um período negro na história brasileira, relacionados com a tortura militar que assombrou o país durante trinta anos.

Apesar dos avisos e dos riscos de represálias políticas, sociais e até esportivas, vários medalhistas brasileiros demonstraram seu respeito pelo militares brasileiros ao fazerem continência, quando o hino brasileiro estava sendo tocado nas Olimpíadas.

Publicidade
Publicidade

Agora, vários petistas garantem que esse gesto histórico e político, realizado durante as Olimpíadas, constitue uma enorme ilegalidade por parte dos atletas que, de acordo com as regras olímpicas, não podem manifestar seus interesses políticos, pois vão contra o espírito olímpico.

Por isso mesmo, o deputado Luiz Nunes decidiu avançar mesmo com uma ação no Tribunal Esportivo, tentando fazer com que os atletas/militares medalhados percam suas medalhas por não cumprirem com os regulamentos. “Continência para essa gente, que tem fardas sujas de sangue, é zombar com os pais que não sabem onde seus filhos foram enterrados”, garantiu o petista Oliveira Nunes, tal como garante o site “Folha Brasil”.

Tal o representante inglês do Comité Olímpico Internacional garante que essa continência realizada pelos atletas pode abrir novos precedentes, mesmo para aqueles que possam ter ligações terroristas, como por exemplo no caso do Estado Islâmico.

Publicidade

Se o deputado vencer no Tribunal e as medalhas forem retiradas dos atletas que prestaram continência, o Brasil teria uma das suas piores prestações nas Olimpíadas, precisamente na primeira vez que um país sul-americano teve o privilégio de receber o maior evento esportivo da história da humanidade. #PT #Polícia Federal