Nesta terça-feira, 09, acontece a votação prévia do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff no Senado. Por conta dos jogos olímpicos, o destino da companheira política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi apagado pelos jogos olímpicos do Rio de Janeiro, que viraram um sucesso entre os brasileiros. O jeito visto por muitos então foi chamar a atenção. Enquanto os Senadores discutiam o que seria feito com a representante do Partido dos Trabalhadores (#PT), petistas pichavam o carpete do plenário do Senado. A área pichada é a destinada para que o público acompanhe as sessões. Pichar patrimônios públicos e privados, lembramos, pela nossa constituição configura crime. 

Inicialmente, o grupo petista escreveu a frase 'Fora Teme', fazendo uma referência ao presidente em exercício Michel Temer, do PMDB.

Publicidade
Publicidade

Quem passou pelo local logo percebeu que faltava alguma coisa para o protesto dos petistas ter um sentido correto de acordo com nossa língua portuguesa. Meio cabisbaixos, os manifestantes decidiram corrigir o erro. A frase então ganhou conotação completamente correta e virou o 'Fora Temer'. A sessão do Senado ainda continuava até o fechamento desta reportagem, às 20h45 no horário de Brasília. O pleito começou ainda cedo e deve varar a madrugada. Existe um acordo para que a sessão seja interrompida na madrugada. 

Enquanto os Senadores decidiam como seria a votação contra Dilma, protestos contra e a favor de Dilma aconteciam em todo o país. As manifestações contra Michel Temer, por exemplo, foram realizadas em nove estados. Já começa agora efetivamente a fase do fim da lua de mel do político, pois o que a maioria dos brasileiros queria começa a ficar claramente alcançado, a deposição da líder que ficou no poder por quase seis anos.

Publicidade

Dilma disse que estava muito triste por os Senadores não quererem dar atenção à dela. 

De acordo com informações do portal de notícias UOL, ela passou o dia ligando para diversos congressistas com um único objetivo, saber qual seria o voto deles.  #Dilma Rousseff