Um dos apoiadores da presidente afastada Dilma Rousseff acabou sendo preso nesta terça-feira, 03. Fernando Chiarelli é o pré-candidato à prefeitura da cidade de Ribeirão Preto, na grande São Paulo e representa o Partido Comunista do Brasil, que luta por Dilma na Comissão do impeachment do Senado Federal. O político foi preso por crime eleitoral e após ir parar na Carceragem da Polícia Federal decidiu fazer algumas "selfies". Depois de fotografar a própria prisão (uma das imagens mostra o político segurando uma bíblia), ele foi conduzido para fazer exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal, o IML. 

Confusão em carceragem marca estadia de candidato a prefeito de Ribeirão

De acordo com Fernando Chiarelli, ele nunca foi tão bem tratado na vida dele, como o que aconteceu com os agentes da Polícia Federal.

Publicidade
Publicidade

Ele revelou que é interessante chegar ao local e os agentes quererem tirar fotos com ele. O político disse que isso é uma reação fabulosa. "Eles falaram que eu sou o único cara que eles não mandam botar a mão para trás”, explicou o pré-candidato em entrevista a jornalistas. O candidato à prefeitura de Ribeirão Preto precisou dormir na Carceragem de Ribeirão. O advogado dele, Alexandre de Souza, revelou ao portal de notícias G1 que tentará um pedido de habeas corpus, o que faria com que ele esperasse um julgamento atrás das grades. 

O delegado responsável pela carceragem, Guilherme Biagi, contou que só ficou sabendo da confusão pela própria imprensa e depois que o expediente já havia acabado, mas que tomaria providências para entender o que realmente aconteceu, avaliando também as fotos que foram parar nas redes sociais.

Publicidade

O ex-deputado federal foi condenado a um ano e oito meses de prisão, que pode ser cumprida no regime semiaberto, por ofender a atual prefeita de Ribeirão Pedro, Dárcy Vera, do PSD, quando os dois estavam na corrida eleitoral do ano de 2012. Os dois agora podem bater de frente novamente, caso a candidatura de Guilherme seja mantida após tantas polêmicas. #PT #Dilma Rousseff