Neste sábado, 13, a 'Prefeita Ostentação', Lidiane Leite da Silva, do Democratas, deu uma entrevista ao site UOL. Na conversa, ela falou sobre o fato de pela segunda vez ser afastada do mandato em Bom Jardim, cidade do Maranhão. De acordo com a governante que não pode governar, está havendo uma perseguição muito grande contra ela. E o que isso faz? "Minha Popularidade só aumenta', respondeu a mulher que não tinha o menor receio de publicar imagens esbanjando bastante, bebendo e com roupas de marcas nas redes sociais. Lidiane chegou a ser presa pela Polícia Federal após ficar quase quarenta dias foragida. 

Por conta disso, a governante foi afastada do mandato, tendo sua gestão cassada na Câmara.

Publicidade
Publicidade

Em seu lugar, acabou ficando a vice-prefeita. Quase um ano depois, a 'Prefeita Ostentação' teve uma vitória na Justiça Federal, sendo reconduzida ao cargo. O gostinho de ficar no poder não demorou muito, apenas dois dias. Depois disso, ela foi afastada de novo e pela própria justiça. A novela política parece não ter fim. Lidiane é suspeita de ter desviado verba que deveria ser usada para a educação. Ao todo, R$ 15 milhões que iriam para a merenda de crianças foram desviados. Ela responde a pelo menos oito processos por supostas irregularidades e improbidade administrativa apenas na Justiça local. 

Na entrevista dada ao UOL, Lidiane disse que conseguirá provar que é inocente. Sobre o apelido polêmico, a governante disse que era jovem e como todo jovem tem amigos e sai bastante. Por isso, tirou fotos andando de lancha e moto aquática.

Publicidade

"Como qualquer jovem, eu também saio. Acho que isso não faz de mim uma ostentadora", disse ela renegando o apelido. Ela ainda informa que quem ajudou a colocá-la na política foi o ex-marido. 

Ela ainda diz que não existem denúncias contra ela, a não ser uma, que seria de desvio de R$ 292 mil, mas que ela estaria a provar sua inocência. Ela ainda diz que pode estar sendo vítima de um 'golpe' por ter muita força política na região e que sua gestão nunca teve problemas.  #Governo #Corrupção