Com a atual crise política e rompimento de antigos partidos da base de governo de Dilma, o #PT amarga sua pior fase dos últimos vinte anos de sua história. Além de conseguir número baixo de candidatos a prefeito no Brasil, também bateu recorde de chapas puras, onde não possui coligação com nenhum outro partido.

A direção nacional do PT havia projetado pelo menos 1.135 candidatos a prefeito, mas o número real é de 991, quase duzentos a menos do esperado. A queda corresponde a 44% em relação a última eleição. Ao todo, o partido disputará 224 prefeituras com uma chapa pura. Em compensação, a sigla surpreendeu ao integrar uma coligação no interior de São Paulo, onde se uniu ao PSDB, PMDB, PCdoB e DEM.

Publicidade
Publicidade

A situação atual é justificada: os escândalos envolvendo grandes líderes partidários, incluindo o ex e a atual presidente (afastada), Dilma Rousseff. Pela internet é possível ver candidatos do partido que evitaram usar a ‘estrela’ do PT e a cor vermelha em suas propagandas eleitorais. Da mesma forma, muita gente que era filiada ao partido, tem abandonado a sigla.

Além disso, o PT perdeu o posto de aliado preferido do PMDB, que realizou várias alianças com o PSDB. Esse fato se dá pela ruptura entre o partido de Michel Temer e o governo de Dilma Rousseff. O deputado federal Eduardo Cunha, e ex-presidente da Câmara, foi o primeiro peemedebista a romper com o antigo governo. Meses depois o próprio partido decidiu fazê-lo.

Polêmicas envolvendo grandes nomes do partido

A crise do PT se intensificou após a divulgação de gravações telefônicas envolvendo Lula, Dilma Rousseff, o ex-ministro da fazenda, Nelson Barbosa, entre outros.

Publicidade

Além disso, não foi apenas o processo do impeachment que reduziu a popularidade do partido, mas também as investigações da operação Lava Jato, coordenada pela Polícia Federal. Os indícios de crimes e até prisões envolvendo petistas, acabaram por afastar muita gente, inclusive possíveis candidatos do partido.

Existem cidades que não conseguiram nenhum candidato a vereador, como é o caso de alguns municípios da região metropolitana de São Paulo. #Impeachment #Eleições 2016