Decepcionado, assim está o partido que, na última eleição à prefeitura, em 2012, tinha 1.901 candidatos disputando o seu lugar nas prefeituras. Para as eleições desse ano, o partido registrou quase a metade desse número, ou seja, 992 candidaturas para prefeito, vice e vereador.

PT caiu para sexto lugar como partido com mais candidaturas próprias

Depois de passar por tantas denúncias sobre corrupção no país, além do processo de impeachment, os petistas perderam quase a metade de seus candidatos para a próxima eleição. Nunca houve uma queda tão alta como a que o partido enfrenta atualmente, sendo que, em 2012, o número de postulantes petistas foi  47,2% menor do que o lançado para outubro desse ano, com apenas 23.599 candidatos.

Publicidade
Publicidade

Se fizermos uma rápida viagem ao “túnel do tempo”, há quatro anos, a presidente afastada Dilma tinha uma popularidade recorde. Isso deixou o partido como segunda sigla, perdendo apenas para o PMDB, em questão ao número de candidatos a prefeito, vice e vereadores.

Assim como aconteceu lá trás, Dilma é a maior responsável, mas dessa vez não por levantar o partido e sim por essa queda. É claro que ela não é a única responsável, já que todo esse processo que o #PT está sofrendo sobre corrupção, envolve grandes nomes. Por esses motivos, o partido ocupa o sexto lugar na colocação.

Partidos passam a posição de PT, que fica para trás

A queda é considerável, já que, à frente do partido está o PSB, PP, PSD, PSDB e o PMDB, que se mantém em primeira colocação. O que mais atingiu sua colocação é o fato da queda de candidatos petistas para a prefeitura, onde o partido possui apenas 992, enquanto que em 2012 possuía 1.901, gerando uma queda de quase 50%.

Publicidade

Menos para o PT, mais para outros partidos, afinal, os candidatos à prefeitura se mantêm na luta e para isso, se renderam a outros partidos. Entre os que mais tiveram candidatos próprios está o PSD, com um crescimento de 1.170, em 2012, para 1.346, em 2016, ou seja, 15% a mais. Sem contar no PRB que, assim como o PSD, é um partido médio, que foi de 320 a 426, gerando um aumento de 33,1%.

 Além do PT, outros partidos sofreram queda esse ano, como é o caso do PSDB, com 6,6% de queda e o PTB com 17% a menos. #Política #Eleições 2016