O senador Wellington Fagundes (PR-MT) foi internado na noite deste sábado, dia 27, após passar mal durante o terceiro dia do julgamento do impeachment da presidente afastada #Dilma Rousseff (PT). Fagundes foi diagnosticado com diverticulite, uma inflamação no intestino, e tem situação estável.

Fagundes ainda não tem previsão de alta, e sua participação na votação final está ameaçada. O pleito que definirá o afastamento definitivo da presidente Dilma deve ser realizado entre terça e quarta-feira. O senador ainda não declarou se votará a favor ou contra o processo.

Segundo contagem de órgãos de imprensa, até o momento 53 senadores afirmaram que irão votar a favor do #Impeachment, enquanto 19 votarão contra e 9 não quiseram se manifestar.

Publicidade
Publicidade

Para que o processo seja aprovado, são necessários ao menos 54 votos.

Apesar das últimas tentativas de Dilma e de seus aliados, acredita-se que o processo será aprovado com facilidade, angariando ao menos 60 votos. Caso o impeachment seja confirmado, Michel Temer será oficialmente empossado como presidente do Brasil até as próximas eleições, em 2018. #Senado Federal