O senador Wellington Fagundes. eleito pelo Partido da República, do Mato Grosso, de 59 anos, está internado desde este sábado, 27. De acordo com informações do G1, ele se sentiu mal durante o julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores. Enquanto ouvia uma das testemunhas de defesa da petista, Wellington começou a sentir fortes dores misteriosas. As dores foram tão intensas que o Congressista chegou a solicitar ajuda ao serviço médico do Senado Federal. Em seguida, o político foi encaminhado às pressas para o Hospital de Brasília. 

As primeiras informações, passadas pela assessoria de imprensa do parlamentar, dizem que o Senador passou por uma bateria de exames.

Publicidade
Publicidade

Um deles foi o de tomografia computadorizada, que diagnosticou uma diverticulite. Considerado voto decisivo no processo de #Impeachment, Fagundes virou uma incerteza nos próximos dias. Nesta segunda-feira, 29,  e 30, terça-feira, está previsto que comece a votação contra Dilma pela deposição. A doença diagnosticada em Wellington se consiste em uma forte inflamação na parede interna do intestino. 

O representante do Partido da República está com quadro estável e não há a necessidade de que ele passe por uma cirurgia. O político está sendo medicado e internado. Não há nenhuma previsão para a sua liberação. As próximas horas serão decisivas para o Senador, que segue em observação e repouso. A assessoria de imprensa do Congressista continua confirmando a presença dele na votação que pode selar o destino não só da primeira presidente eleita do Brasil, como também do povo brasileiro.

Publicidade

Em maio deste ano, ele foi um dos homens que votou pelo afastamento da petista. Agora, para que #Dilma Rousseff seja deposta, são necessários pelo menos 54 dos 81 Senadores. A oposição diz que serão pelo menos 60 votos. Já o PT trabalha para mudar a cabeça de muitos Senadores. A derrota da companheira política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é dada como certa, mas até a decretação do resultado é preciso esperar.